o impacto dos materiais construtivos

É difícil separar o projeto do edifício da escolha de materiais e componentes que o integram. A especificação influe profundamente no projeto e na eficiência do edifício. Existem algumas metodolgias para analisar o ACV , análise de ciclo de vida dos materiais. No livro Vitruvius Ecológico foram colocados alguns critérios para dimensionar o grau deste impacto de maneira simples, assim arquitetos e profissionais que tenham a preocupação com o impacto ambiental dos materiais construtivos podem fazer uma avaliação.

No caso de materiais utilizados em quantidades inferiores a 250Kg considerar:
. o impacto da produção do material: destruição de habitats e emissões tóxicas;
. risco para a saúde em qualquer etapa do processo construtivo para o local e o entorno;
. a vida útil do material;
. o destino final do material depois do término da sua vida útil: a reutilização é melhor que a reciclagem que por sua vez é melhor que a incineração que é melhor que o aterro;
. a redução ou separação dos resíduos da construção e a eliminação cuidadosa de resíduos tóxicos.

No caso de materiais utilizados em grandes quantidades, além dos aspectos anteriores considerar também:
. a natureza dos recursos utilizados: renováveis ou não renováveis, escassos ou abundantes;
. emissões de CO2 (em Kg/Kg) durante sua produção ou então se esta informação não estiver disponível considerar a energia embutida do material (em Kwh/Kg)
. a que distância e em qual o meio de transporte este material sai da fábrica e chega até o local da obra.

Assim acredito que de maneira simples é possível comparar fornecedores e produtos.