cadeiras de PET




A fabricante de cadeiras de alumínio Emeco ganhou da Coca-Cola o desafio de reconstruir seu modelo mais clássico usando garrafas PET. A Navy Chair, desenho criado em 1944, passou a ser fabricada em plástico e se transformou em um sucesso.
O design simplista e clássico vem em seis cores. Cada cadeira é feita com 65% de garrafas PET recicladas e 35% de fibra de vidro, o que garante a resistência. E seguindo essa linha sustentável, em apenas um ano, 3,5 milhões de garrafas de Coca-Cola já viraram cadeiras.
O conceito por traz das garrafas que viram móveis é uma evolução da ideia de reciclagem. Chama-se “up cicling”. A proposta implica que não basta apenas dar novo destino ao lixo, mas sim transformá-lo em um produto que agregue ainda mais valor que o original.
A opção por um desenho que já é famoso também se enquadra neste conceito. Os criadores imaginam que, assim, a nova cadeira vai demorar a ir parar no lixo de novo, pois dificilmente vai sair de moda. “Nós transformamos algo que você jogaria fora em algo que você vai querer ter em casa por um longo tempo”, arremata o presidente da Emeco Gregg Buchbinder no site da marca.
fonte: http://www.3minovacao.com.br/2011/06/29/empresa-transforma-garrafas-de-coca-cola-em-cadeiras-duraveis/


conversão direta de dióxido de carbono e água em combustível

A Joule projetou micróbios que aproveitam a energia do sol para converter dióxido de carbono e água diretamente em etanol ou  combustíveis hidrocarbonetos. Quando alojados em biorreatores em áreas ensolaradas e com produção em larga escala, a empresa diz, que esses organismos fotossintéticos podem produzir 6.000 litros de diesel ou 10.000 litros de etanol por hectare por ano. A tecnologia é baseada nos princípios da Biomética.


fonte: http://www.brightgreencities.com/

energia eólica com design . microturbinas

A empresa Pramac  lançou uma microturbina eólica Revolution Air com design de Philippe Starck, além do lado estético ele oferece mais  eficiência. 


A empresa Helix Wind também comercializa turbinas bem diferenciadas com uma proposta de design orgânico, o preço da menor turbina colocado no site é de $10.000,00. 


Até 2020 a energia elétrica produzida por sistemas eólicos deve satisfazer 15% da demanda mundial por eletricidade. Turbinas como a RevolutionAir podem colaborar para aumentar estas expectativas.