radbahn | parque linear e ciclovia em berlim

O RADBAHN é um projeto incrível que aproveita uma estrutura existente da cidade e explora sua potencialidade através da criação de uma ciclovia estruturada em área inutilizada abaixo de um viaduto. Fica na cidade de BERLIM, a ciclovia tem um conceito de parque linear com atrativos de lazer, recreação, serviços e conexão com outros modais de transporte.

O foco em bem-estar, tecnologia e meio ambiente é a base desse projeto, como podemos ver ilustrado abaixo.

Veja aqui os croquis do projeto e soluções encontradas para os principais obstáculos da ciclovia.

   

E o que a cidade e seus cidadão ganham com esse projeto?

> aumento da segurança no transporte;
> redução da emissão de CO2;
> circulação urbana mais eficiente;
> cidade integrada socialmente;
> melhoria da saúde dos cidadãos;
> incremento da flora e fauna;
> oportunidade de inovação e negócios;
> aumento no acesso e opções turísticas;
> conservação e aumento do potencial de recursos existentes

 Confira esse vídeo que mostra o projeto após sua implantação.

#13 | reflorestamento no congo

O objetivo #13 para transformar o mundo da ONU é tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos.

Para exemplificar o que pode ser feito vamos colocar abaixo um vídeo sobre o projeto REDD+, redução de emissões decorrentes do desmatamento e da degradação de florestas com  sistema de incentivos financeiros para um manejo florestal mais sustentável. 

As taxas de desmatamento e de degradação, embora baixas em relação aos padrões internacionais, têm crescido rapidamente nos últimos anos no Congo. Os principais problemas que levam ao desflorestamento são:

> expansão agrícola;
> produção de lenha;
> exploração florestal, incluindo desmatamento ilegal;
> industrias extrativas como mineração, petróleo e gás;
> crescimento urbano;
> desenvolvimento de infraestrutura.

No Congo a floresta ocupa 70% do território, o programa REDD+ busca apoiar a transição do país para uma economia sustentável, incentivando a inovação e desenvolvimento de novas tecnologias para exploração sustentável dos recursos naturais.

#11 | roteiro para a localização dos ODS


Dentro dos 17 objetivos para transformar o mundo da ONU, o #11 é tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis. Para impulsionar  a implantação o grupo interagencial da ONU no Brasil lançou uma ferramenta que ajudará governos locais e regionais. Trata-se do Roteiro para a Localização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável: Implementação e Acompanhamento no Nível Subnacional.

Mas afinal o que é a localização?

“Localização” é o processo de levar em consideração os contextos subnacionais na realização da agenda 2030, desde o estabelecimento de objetivos e metas até a determinação dos meios de implementação, bem como o uso de indicadores para medir e acompanhar o progresso.


O roteiro contempla 5 etapas:

1. sensibilização: conhecendo os ODS no nível subnacional
2. defendendo a ideia: incluindo uma perspectiva subnacional nas estratégias nacionais dos ODS
3. implementação: os ODS no nível local
4. acompanhamento: avaliando e aprendendo com nossas experiências
5. para onde vamos a partir daqui?

Em cada etapa será explicado como pode-se fazer a implantação, monitoramento, parcerias entre outros. Tudo isso explicado com exemplos e links para agentes promotores. 

Para aqueles que estão interessados podem fazer o download do roteiro completo clicando aqui Roteiro para a Localização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável: Implementação e Acompanhamento no Nível Subnacional.




um resort em uma casa urbana

O escritório de arquitetura ALPES green design & build desenvolveu o projeto de uma residência urbana com conceitos de resort, utilizando técnicas passivas para alcançar o bem-estar dos usuários

Os principais conceitos foram:

> ambientes  frescos, confortáveis ​​e abertos;
> espaços internos com piscinas, jardins, árvores e fluxo de ar natural;
> transições fluidas ao se deslocar pela casa;
> telhado jardim  para absorver o calor e criar espaços habitáveis ​​utilizáveis;
> materiais naturais de alta qualidade;
> economia de energia e consumo em geral.


A fachada leste é protegida parcialmente por blocos de jardineiras que refrescam o ar que entra na casa, além do sombreamento natural. O pequeno recuo evita que o sol incida diretamente sobre a fachada leste.


A fachada oeste serve como saída do ar quente, possui pequenas aberturas no design da alvenaria para que a radiação solar não atinja os ambientes internamente. 


A água no primeiro andar aparece em forma de uma piscina de 9m de comprimento que além de sua função de lazer,  resfria o ar quente que entra na casa.



As aberturas nas paredes internas, fachadas e cobertura permitem que a luz natural entre e a ventilação natural aconteça, proporcionando um ambiente saudável além da redução do consumo de energia dos sistemas ativos.


Portas de vidro expandem a visibilidade do espaço verde aberto e as transições de nível dividem os ambientes dos quartos.



O espaço verde aberto central oferece fluxo de ar, acesso a diferentes partes da casa através de escadas abertas e pontes, proporcionando a família sempre um ambiente fresco em cada ambiente.


O telhado jardim serve como isolante térmico, não deixa o calor atingir o ambiente interno, e também cria um nova área de lazer, local talvez que fosse ficar inutilizável.



Aqui podemos ver o design das estratégias de ventilação natural, proteção contra a radiação solar direta, iluminação natural entre outros. 

smart business | clínica pet






Para destacar-se no mercado, é preciso promover ações diferenciadas, que atraiam públicos potenciais e ofereçam serviços de qualidade e sem impactos negativos no meio ambiente e na sociedade. Quando uma empresa utiliza-se de práticas sustentáveis como reciclagem, reutilização de água e eficiência energética, ela comunica ao consumidor sua preocupação com o bem-estar da sociedade.

A redução de custos também é um ótimo benefício trazido por essas práticas, além do diferencial competitivo e geração de novas oportunidades, abaixo podemos ver algumas estratégias que podem e devem ser utilizadas para tornar seu negócio mais sustentável.


De acordo ANBIPET com a O Brasil possui a 4ª maior população mundial de animais de estimação, ao todo são 106,2 milhões de pets que, cada vez mais, fazem parte do contexto familiar brasileiro.  O Brasil é o 20º maior consumidor de produtos para PET do mundo, por isso é importante que o setor tenha um crescimento sustentável.



SEBRAE apresenta uma série de medidas que podem ser tomadas.


arquitetura tropical | vietnã

O escritório VTN Architects foi criado em 2006 e desde então vem apresentando projetos arquitetônicos que utilizam as plantas como um aliado para o bem-estar ou ferramenta ambiental. Alguns projetos bastante contemporâneos e outros que utilizam técnicas construtivas locais com bambu e terracota. Possuem escritório em Ho Chi Minh City e Hanoi, Vietnã. Vale a pena conferir os projetos, vejam alguns exemplos.








fonte: archdaily e VTN architects

#7 | bombeamento solar de água . solar water pumping




Dentro dos 17 objetivos para transformar o mundo da ONU, o #7 é assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos.

Assim sendo, existem uma série de projetos nesse sentido. Um deles é o Bombeamento Solar de Água | Solar Water Pumping. Ele viabilizará o bombeamento de água de poços com bombas movidas a energia solar fotovoltaica.


Desde 2010 até 2017 o preço dos painéis fotovoltaicos reduziu cerca de 80% seu valor. Esses painéis geram energia limpa através da incidência de radiação solar, não emitindo assim gases efeito estufa. Essa redução de custo aproximam a tecnologia ecológica e a sociedade em geral, viabilizando projetos incríveis que promoverão bem-estar, saúde e o equilíbrio ambiental.

O bombeamento de água em zonas rurais é um método universal e deve ser atualizado para gerar mais bem-estar aos usuários.


No Brasil os responsáveis pelo projeto são o a PRODEEM, caso alguém queira mais informações. E para os demais países verifiquem a página do Banco Mundial.

smart business | eventos

Quando se programa um evento de pequeno ou grande porte, é possível planejar para torná-lo mais eficiente em relação aos impactos ambientais, econômicos e sociais.

1. Atenção aos materiais que serão utilizados no evento. Evite desperdícios na compra,  opte por descartáveis que sejam recicláveis e invista na divulgação digital.

2. Invista nos seus parceiros. Escolha aqueles que possuem uma imagem positiva e credibilidade no mercado e dê preferência para fornecedores locais. Desse modo, você estará estimulando a economia da região e economizará na logística. 

3. Haja conforme as regras e as leis.Tire as licenças necessárias e minimize os impactos com a vizinhança como a mudança do trânsito e barulhos, por exemplo.

4. Distribua lixeiras, banheiros e iluminação suficiente no local do evento. Assim, você promoverá a segurança,  limpeza e o bem-estar de seus convidados. 

5. Invista no aproveitamento de recursos naturais renováveis como a água de chuva, climatização e iluminação natural. Desta forma, economizará nos consumos destes recursos, consulte um especialista. 

6. Comunique! Explique para seus fornecedores, clientes e parceiros como está fazendo, qual o papel de cada um e, principalmente, quais são os benefícios. 

Veja abaixo um infográfico feito pelo SEBRAE e bom evento!


objetivos para transformar o mundo | ONU


Até 2015 a ONU tinha os 8OD | Objetivos do Milênio que foram trabalhados através de vários projetos. A  partir de então, eles foram revisados e atualizados para 17 objetivos para mudar o mundo e têm uma agenda a ser cumprida até 2030, a chamada agenda 2030.


Clicando em cada um deles, você terá acesso as notícias atualizadas relacionadas ao ODS (objetivo de desenvolvimento sustentável). Onde pode encontrar informações e projetos para alavancar alguma ideia que está desenvolvendo.