smart business | eventos

Quando se programa um evento de pequeno ou grande porte, é possível planejar para torná-lo mais eficiente em relação aos impactos ambientais, econômicos e sociais.

1. Atenção aos materiais que serão utilizados no evento. Evite desperdícios na compra,  opte por descartáveis que sejam recicláveis e invista na divulgação digital.

2. Invista nos seus parceiros. Escolha aqueles que possuem uma imagem positiva e credibilidade no mercado e dê preferência para fornecedores locais. Desse modo, você estará estimulando a economia da região e economizará na logística. 

3. Haja conforme as regras e as leis.Tire as licenças necessárias e minimize os impactos com a vizinhança como a mudança do trânsito e barulhos, por exemplo.

4. Distribua lixeiras, banheiros e iluminação suficiente no local do evento. Assim, você promoverá a segurança,  limpeza e o bem-estar de seus convidados. 

5. Invista no aproveitamento de recursos naturais renováveis como a água de chuva, climatização e iluminação natural. Desta forma, economizará nos consumos destes recursos, consulte um especialista. 

6. Comunique! Explique para seus fornecedores, clientes e parceiros como está fazendo, qual o papel de cada um e, principalmente, quais são os benefícios. 

Veja abaixo um infográfico feito pelo SEBRAE e bom evento!


objetivos para transformar o mundo | ONU


Até 2015 a ONU tinha os 8OD | Objetivos do Milênio que foram trabalhados através de vários projetos. A  partir de então, eles foram revisados e atualizados para 17 objetivos para mudar o mundo e têm uma agenda a ser cumprida até 2030, a chamada agenda 2030.


Clicando em cada um deles, você terá acesso as notícias atualizadas relacionadas ao ODS (objetivo de desenvolvimento sustentável). Onde pode encontrar informações e projetos para alavancar alguma ideia que está desenvolvendo.


















o que é o capital natural ?

O capital natural é um termo para definir o estoque de recursos naturais renováveis ​​e não renováveis ​​(plantas, animais, ar, água, solos, minerais) que se combinam para produzir um fluxo de benefícios para as pessoas.


Os benefícios proporcionados pelo capital natural incluem o ar puro, alimentos, água, energia, abrigo, remédios e as matérias-primas que utilizamos na criação de produtos. Ele também fornece benefícios menos óbvios, tais como defesa contra inundações, regulação do clima, polinização e lazer.

O capital natural é uma das várias outras formas de capital que onde se incluem-se a o financeiro, o industrial, o social, o intelectual, entre outros. Ele dá suporte a todas as outros, fornecendo recursos essenciais e sustenta  sociedades e economias.

Por que precisamos de conservar e reforçar o capital natural?

A crescente necessidade de conservar e promover o capital natural é bem documentada. Sabemos que estamos esgotando os recursos naturais mais rápido do que a Terra pode reabastecer-los, e em ritmo acelerado (WWF 2014). Temos aumentado o capital financeiro, em grande parte através do uso e exploração do capital natural e social.

Todo negócio cria impactos e depende do capital natural em algum grau, além de promover riscos e oportunidades associadas a essas relações. Esses impactos podem ser negativos como a poluição, ou positivo como a melhoria da qualidade da água. Apesar de serem comumente medidos,  muitas empresas não reconhecem suas dependências.


Todos os impactos e dependências criam custos e benefícios não só para o negócio, mas também para a sociedade. Compreender as conexões entre as empresas e  a sociedade, assim como os riscos associados e oportunidades de melhor informar a tomada de decisão, mais oportuna.

Conteúdo retirado da web :